• Instagram
sentidos6.fw (1).png
Psicoterapia
Individual

Online. Abordagem em ciclos. Sessões independentes.

Para mulheres.

Psico
Aromaterapia

Presencial. A condução da psicoterapia somada

aos óleos essenciais.

 

"O terapeuta é essencialmente Espaço.

Nas qualidades dos elementos, o espaço é o elemento primordial, onde todos os elementos podem ficar, permanecer, sair, voltar...

O terapeuta se abre para ser o ouvinte, na atenção ao outro, da sua história. Deixa tudo escorrer, ser, integrar.

Assim como o Espaço, o terapeuta também vai integrar os elementos que surgirem. Se coloca na posição do observador da consciência, que pode apontar tramas não reconhecidas.

 

O terapeuta está a serviço de um campo de elementos: comunicação, investigação, apreciação, sabedoria, compaixão.”

Milene C.S.

 Milene Cristine Siqueira, terapeuta, Aromaterapeuta desde 2002. E foi através da Aromaterapia que meu foco de estudos em todos esse anos passou a ser o psicoemocional.

Nos processos que acompanhei durante esses anos, percebi o uso do óleo essencial como um apoio indutor (segurança, equilíbrio, relaxamento, etc). Porém, é o olhar terapêutico, que pode nos colocar em  contato com os nós, e que podemos aprender suavemente a desatar!

O uso de óleos essenciais, pode ou não acompanhar os processos.

 

Cada processo é único. Mas há uma condução por base, que normalmente é realizada em média de 10 sessões:

A sessão já começa pelo formulário de anamnese, assim adiantamos um trajeto ao contemplar a biografia, padrões, traumas e aspirações. Durante as sessões, vamos reconhecendo espaços seguros, e ao mesmo tempo, vamos expandindo, saindo do núcleo de sofrimento, ao buscar a harmonia entre padrões mentais e a natureza inerente - compassiva/não-dual. Ao final, de

poucas sessões, o esperado é que uma ou mais espirais tenham sido alcançadas, tendo maior consciência, bem-estar,

menor visão autocentrada, questões somáticas abrandadas e maior autonomia para processos futuros.

1.

Anamnese

2.

Biografia

3.
4.

Espaços Seguros

Compaixão

5.

Espiral

 
Nosso ser autêntico é naturalmente compassivo.

Ao longo do tempo, vamos acessando marcas, registros contrários ao amparo do sofrimento. E nesses moldes, nessas identificações, o sofrimento surge,
porque estamos indo contra a natureza inerente.

Pode ser difícil saber e reconhecer sozinho esses caminhos de mente e energia - a dar nome ao que caminhamos em separação. E é esse o nosso principal propósito, como já disseram, desfazer as barreiras que erguemos contra o amor, ao invés de buscá-lo.

 

Milene C.S.

 

Inscreva-se no Boletim 

Obrigada por se inscrever.